Condição:
Tipo:
Marca:
Modelo:
Ano:
de
a
Pés:
de
a
Valor:
de
a
Região:
* Utilize somente os campos desejados.
NOTÍCIAS NÁUTICAS

Coletes salva-vidas: itens obrigatórios e cheios de estilo

Já se foi o tempo em que os coletes salva-vidas eram meras peças para cumprir as exigências da Marinha do Brasil para a prática de esportes aquáticos. Agora, além de itens de segurança obrigatórios, eles têm novas versões para diversas faixas-etárias e estilos. Assim como o mercado náutico tem se desenvolvido, o acessório tem disparado em termos de vendas, tanto que a marca nacional Xfloat, especializada em coletes ergonômicos, teve um crescimento de 50% em comercializações em 2020, comparado ao ano anterior, e acredita em um crescimento acima da marca anterior para 2021.

Quem também percebeu o aumento na procura por coletes ergonômicos foi a Catarina Náutica, uma das maiores revendedoras e distribuidoras de suprimentos náuticos brasileira. No ano passado a empresa vendeu 30% a mais desse modelo de colete do que em 2019.

“Os coletes ergonômicos viraram moda entre os praticantes de esportes aquáticos, porque além de confortáveis e homologados, são muito mais modernos e estilosos”, explica o diretor da Catarina Náutica, Roberto Deschamps.

Confira 5 opções de coletes salva-vidas

Coletes ergonômicos: Os coletes puramente esportivos deram lugar aos produtos com matérias-primas sintéticas elásticas, resistentes e acinturadas. Feitos em neoprene e mais finos que os tradicionais, os modelos Enzo da Xfloat são mais confortáveis por conta da elasticidade do tecido e são homologados pela Marinha do Brasil.

“Esse novo design garante liberdade aos movimentos, porque o tecido de neoprene se adapta bem ao corpo e parece que você está usando uma roupa normal. Por esse motivo esse tipo de colete se tornou um item de luxo”, comenta o diretor da Xfloat, Rodrigo Torres. Esse modelo custa R$693,75.

Coletes de Nylon: Outro colete de maior espessura e que também é feito com tecido sintético é o modelo NTK Coast da Nautika. Ele suporta até 120 quilos e é feito de nylon, o que favorece a secagem rápida, desbota pouco e é altamente resistente à abrasão, por isso é ideal para esportes aquáticos e resgate em águas abrigadas e costeiras. Custa a partir de R$ 105,00, de acordo com o tamanho e especificações.

Coletes tipo Canga: Esse modelo da Ativa é homologado pela Marinha do Brasil para ser usado em águas abrigadas, como rios, represas, lagos e beira mar. Ideal para embarcações de passeio, aluguel de lanchas e recreação. Valores a partir de R$ 34.

Colete Kids: As boias-coletes da Puddle Jumper possuem duas boias de braço, que são presas a uma peça sólida que passa pelo peito e garante maior segurança já que evita que a criança caia de bruços na água. Esse modelo não é homologado pela Marinha e requer supervisão de um adulto. É indicado para crianças com peso entre 13 e 22 quilos. Valores a partir de R$ 170,91.

Colete Pets: Pode ser considerado um auxiliar de flutuação desenvolvido especialmente para cachorros, o colete da Ativa mantém o animal boiando, o que permite que ele nade por muito mais tempo. Possui alça de resgate e secagem rápida. O modelo não é homologado pela Marinha e é indicado para uso em barcos, piscinas e águas calmas. Custa partir de R$ 69.


Fonte: Redação - Fotos: Divulgação

js