Condição:
Tipo:
Marca:
Modelo:
Ano:
de
a
Pés:
de
a
Valor:
de
a
Região:
* Utilize somente os campos desejados.
NOTÍCIAS NÁUTICAS

Janelas cada vez maiores, motores elétricos e materiais ecológicos são tendências em lanchas e iates, dizem especialistas

“Janelas cada vez maiores ampliando a visão do exterior de dentro da embarcação, sensibilidade em termo de consumo, uso de menos fibra de vidro e, dentro de alguns anos, barcos híbridos”. A afirmação feita pelo italiano Paolo Ferragni, yacht designer que atua há 19 anos no setor náutico náutica, expressa algumas das apostas da indústria.

Paolo faz parte da comissão técnica da segunda edição do Prêmio Bombarco Baleia de Ouro 2021. Ao todo, serão 11 jurados nacionais e internacionais, que atuam nas áreas náuticas de construção, projetos, decoração e pós-vendas, e que irão eleger as melhores embarcações lançadas no Brasil entre 2019 e 2021.

Assim como ele, Juliana Miguel, brasileira especializada em yacht design em Milão, na Itália, conhecida pela atuação com embarcações ecológicas, também fará parte do júri e acredita que esta será uma oportunidade para o desenvolvimento do mercado náutico brasileiro. “O prêmio é um incentivo para os estaleiros do Brasil melhorarem cada vez mais, até porque este é um mercado que tem um potencial muito grande. Faz quase uma década que saí do Brasil e fico muito orgulhosa de ver alguns estaleiros já atuando no mercado exterior, cada vez com mais qualidade e tecnologia”, diz Juliana Miguel.

Para Juliana, inovação e tecnologia para a sustentabilidade serão fatores cruciais. “Soluções tecnológicas para diminuir o consumo, barcos elétricos, uso de materiais eco sustentáveis, sem tantos químicos, considerados ‘friendly environment’ e couros veganos estão em alta, sem esquecer, claro, da experiência única dos consumidores sobre as águas que é sempre fundamental. Entretanto, cada vez mais o público pedirá por produtos e fábricas que se preocupam com o meio ambiente”, afirma Juliana.

Além de materiais tecnológicos e soluções sustentáveis, os especialistas afirmam que o design deve se tornar cada vez mais próximo de uma casa. “Em termos de design, o interior das embarcações será cada vez mais parecido com o conforto e a infraestrutura de uma casa ou hotel. Já o design exterior usará muitos vidros e menos fibra, possibilitando mais conexão com o mar e uma visão a 360° da navegação mesmo dentro da embarcação”, conclui Ferragni.

Entenda mais sobre a premiação

Para o diretor do portal Bombarco, líder em negócios náuticos no país, este é um momento crucial para a indústria se desenvolver ainda mais. O Prêmio Bombarco Baleia de Ouro 2021 poderá ajudar a estabelecer padrões de avaliação e elencar qualidades das embarcações ao consumidor.

“Atualmente, são quase 1 milhão de embarcações de esporte e recreio navegando no Brasil, produzidos por mais de xxxx estaleiros sediados no país. Com crescimento acelerado em produção da indústria nacional, aumenta também a necessidade de análises profissionais dos barcos para clientes. Por isso, o Bombarco, lançou a premiação ‘Baleia de Ouro’”, explica Marcio Ishihara, diretor da Bombarco.

A premiação será entregue aos barcos (inscritos e inspecionados) lançados de 1° de junho de 2019 a junho de 2021. Serão eleitos os melhores modelos das categorias: Diversão (barcos até 34 pés), Família e Família Premium (34.1 até 45 pés), Flybridge (34.1 até 45 pés), Iate (acima de 78.1 pés) e Barco Inovação, para embarcações que apresentem pioneirismo tecnológico. A revelação ocorre no dia 3 de novembro em um jantar que vai reunir a elite da indústria náutica brasileira em São Paulo, SP.


Fonte: Redação - Foto: Divulgação

js